17 de mar de 2013

Fifa visita Maracanã e mantém data de entrega do estádio para 27 de abril

Membros da entidade e do Comitê Organizador Local (COL) foram ao local.
Indígenas protestam e não aceitam desocupação para Museu Olímpico.

Do G1 Rio
Representantes da Fifa e do Comitê Organizador Local (COL) fizeram, neste sábado (16), uma vistoria nas obras do Maracanã. O discurso foi de confiança no cumprimento dos prazos. Como mostrou reportagem exibida no RJTV, a visita estava prevista para o dia 6 de março, mas foi adiada por causa da chuva que transformou o estádio em piscinão. A data para entrega do Maracanã está mantida para 27 de abril.
Seis mil e quinhentos operários trabalham dia e noite na preparação do estádio. Segundo o Comitê Organizador Local, esta visita não muda o cronograma de obras, mas define alguns ajustes.
Durante a vistoria, ônibus da comitiva ficou encalhado nas obras, que também tomam conta do entorno do estádio. No entanto, o problema foi resolvido rapidamente e não gerou transtornos.
"O estádio ainda está em obras, assim que ele ficar pronto, esses problemas não acontecerão mais", ressaltou Thiago Paes, gerente-geral de Integração Operacional do COL.
Impasse no Museu do Índio
Na sexta-feira (15), a secretária estadual de Direitos Humanos, Renata Sepúlveda, um procurador do estado e um oficial de justiça, foram impedidos de deixar o Museu do Índio, depois de entregar uma decisão judicial com a determinação de desocupar o local em 72 horas.
No documento, a Justiça manda que o governo providencie nova moradia até que seja construído o centro de referência indígena. A Defensoria Pública da União já entrou com recurso contra a decisão.
No lugar do antigo Museu do Índio, no Maracanã, onde vive o grupo, será construído o Museu Olímpico, para 2016.

Nenhum comentário: