23 de fev de 2013

Presa mulher que teria repassado ordem de ataques em Florianópolis

Advogado nega as acusações e diz que Polícia Civil faz ilação


Presa mulher que teria repassado ordem de ataques em Florianópolis Divulgação/Divulgação
Simone chegou na sede da Deic, em Florianópolis, nesta sexta-feira à noite. Foto: Divulgação / Divulgação
Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) confirmou que Simone Saturnino, mulher de Rodrigo da Pedra, teria sido a responsável por mandar iniciar os ataques em Santa Catarina. Ela teria repassado o recado do marido aos membros do PGC fora da cadeia.

Simone teria enviado uma mensagem por celular ordenando para incendiar os ônibus e dando conselhos para usar menores e para retirar todos os passageiros dos veículos. Quatro horas depois da ordem, o primeiro ataque foi registrado no Estado.

Simone também foi a responsável por difundir imagens de presos defendendo os ataques.

Ela foi presa na tarde desta sexta-feira, em Itajaí, onde estava escondida. Desde sábado, a polícia estava atrás dela.

As investigações sobre os atentados continuam. Mais 20 pessoas também devem ser presas nos próximos dias, três delas são destaques dentro do PGC.

Francisco Ferreira, advogado de Simone Saturnino, refutou as alegações da Polícia Civil. Ele disse que nas investigações aparece uma pessoa falando com outra por telefone e mencionando que a esposa do Rodrigo teria dado a ordem. Mas afirmar que é a cliente não passa de uma ilação. Acrescenta que a suspeita estava com o celular grampeado e em nenhum momento citou ataques.

A respeito das mensagens de texto, Ferreira confirmou que elas existem, sugerem usar adolescentes, mas garantiu que nenhuma delas partiu do telefone de Simone.

Nenhum comentário: