27 de fev de 2013

Atentado deixa sete mortos no norte do Mali

Ataque foi o segundo com carro-bomba na cidade de Kidal em uma semana

Soldados franceses patrulham a cidade de Diabaly, retomada após confronto contra rebeldes islâmicos
Soldados franceses patrulham a cidade de Diabaly, retomada após confronto contra rebeldes islâmicos  - Nic Bothma/EFE
Um ataque com um carro-bomba na cidade de Kidal, no norte do Mali, deixou pelo menos sete mortos nesta terça-feira. O ataque teve como alvo um posto de controle instalado por um grupo tuaregue que apoia a intervenção militar francesa no país, informou a rede BBC. A intervenção francesa, que tem como objetivo impedir o avanço de grupos terroristas no Mali, conseguiu tomar o controle de Kidal e outras cidades no norte do país, mas os terroristas continuam com os atentados.

Vácuo de poder - O grupo tuaregue Movimento Nacional para a Libertação de Azawad (MNLA)  inicialmente se aliou aos terroristas islâmicos para tomar o controle do norte do país, em abril do ano passado, aproveitando o vácuo de poder deixado por um golpe militar na capital Bamako. No entanto, os tuaregues foram deixados de lado rapidamente e passaram a se opor aos terroristas.

Quando as tropas francesas tomaram o aeroporto de Kidal, há um mês, o MNLA assumiu o controle da cidade. Tropas do Chade também foram deslocadas para a região.

O ataque desta terça foi o segundo em uma semana com o uso de um carro-bomba. O atentado da semana passada deixou dois mortos e foi reivindicado pelo Movimento pela Unidade e a Jihad na África Ocidental, dissidente do braço da Al Qaeda no Magreb Islâmico (AQMI). Kidal fica perto da região montanhosa de Adrar des Ifoghas, que fica perto da fronteira com a Argélia, e onde estariam escondidos terroristas da AQMI.

(Com agência Reuters)

Nenhum comentário: