27 de ago de 2015

PF desarticula maiores traficantes de drogas sintéticas do Brasil

Agentes cumprem 145 mandados em 6 Estados e no DF. Quantidade de droga apreendida em um dos laboratórios investigados é superior a toda a apreensão de entorpecentes feita pela PF em 2015

Polícia Federal
Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira a Operação Quinto Elemento contra a maior quadrilha de traficantes de droga do país(Vagner Rosário/VEJA)
A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira uma operação para desarticular uma quadrilha especializada em tráfico de drogas sintéticas que atuava em Goiás e possuía colaboradores em todo o país. Segundo os investigadores, trata-se da maior quadrilha de traficantes de drogas sintéricas do Brasil. São cumpridos 145 mandados no Estado e em São Paulo, Paraná, Tocantins, Bahia, Minas Gerais e no Distrito Federal - sendo trinta mandados de prisão temporária, oito de prisão preventiva e quarenta de condução coercitiva. Além disso, há 55 mandados de busca e apreensão e doze de sequestro de bens imóveis, incluindo um prédio residencial de vinte apartamentos. Cerca de 400 agentes participam da ação, batizada de Quinto Elemento.
De acordo com a PF, a organização criminosa adquiria os produtos químicos, utilizados para sintetizar drogas como anfetaminas e cocaína, com a ajuda de empresas regularizadas. Os investigadores constataram também a participação de farmácias, laboratórios e vendedores, que se utilizavam de veículos de luxo para comercializar a mercadoria ilegal.
Em apenas um dos oito laboratórios investigados, foi encontrada uma quantidade de drogas superior a todas as apreensões de entorpecentes feitas pela Polícia Federal no ano de 2015. Em outro, foram apreendidos cerca de 630.000 comprimidos conhecidos como ecstasy do Paraguai. Outro laboratório foi surpreendido produzindo aproximadamente 800.000 comprimidos da droga. As investigações também apontam que, em apenas oito meses, um dos laboratórios gerenciados pela organização movimentou cerca de 240 milhões de reais.
Todos os envolvidos responderão por tráfico de drogas, associação para o tráfico, falsidade ideológica e tráfico de produtos químicos para a produção de drogas.
(Da redação)

Nenhum comentário: