27 de set de 2016

A cápsula nazista

Arqueólogos encontram em pequena cidade da Polônia documentos enterrados há décadas por soldados alemães. O material pode fazer novas revelações sobre o Reich

A cápsula nazista
TEMPO Enterrado em 1934 , invólucro foi descoberto por arqueólogos com livros, fotos e jornais
O inimaginável aconteceu em uma pequena cidade do interior da Polônia, quando saudações nazistas, discursos de ódio e o próprio Adolf Hitler saltaram de dentro de uma máquina do tempo. A história, que parece roteiro de uma produção barata de Hollywood, aconteceu em Zlocieniec, uma localidade com pouco mais de 13 mil habitantes. Lá, pesquisadores poloneses encontraram uma cápsula enterrada desde o ano de 1934, com fotografias do führer e duas cópias de seu livro, Mein Kampf (Minha Luta), além de jornais, moedas e outras imagens relacionadas ao 3º Reich.
Resgate difícil
O cilindro foi recuperado por arqueólogos em uma antiga escola de treinamento para combatentes nazistas, a “Ordensburg Krossinsee”. Estudiosos sabiam há décadas de sua existência, mas até recentemente não tinham sido capazes de encontrá-lo. Para chegar até o invólucro, precisaram passar por canais aquáticos subterrâneos, atravessar camadas de concreto e até desviar de minas terrestres plantadas pelos alemães. Quando finalmente alcançaram a cápsula, ainda precisaram cortá-la com uma serra elétrica para acessar seu interior. “Fizemos uma investigação documental exaustiva para identificar o local preciso”, disse à BBC a arqueóloga Alicja Witowiak, que participou da descoberta.
O resultado compensou o esforço, pois o material se encontrava em perfeito estado de conservação. Com isso, os pesquisadores poderão compreender melhor a história de um período antigo da cidade, quando ela ainda se chamava Falkenburg e fazia parte da Alemanha nazista. Depois de 1945, o território passou para a Polônia. As manchetes dos jornais encontrados registravam a abertura da escola de nazista no município. Agora, junto com o restante do que foi encontrado, passarão a integrar o acervo do museu de Museu Nacional de Zlocieniec, onde serão expostas, ao lado de explicações sobre os horrores do nazismo.

Nenhum comentário: