21 de nov de 2015

Circulação de metrô em Bruxelas é cancelada por risco de atentados

Nenhum metrô circulará neste sábado (21) em Bruxelas.
Nível de alerta na cidade subiu para o máximo devido a ameaça 'iminente'.

Do G1, com agências internacionais
Uma pessoa filma uma entrada fechada da estação Shuman Railways, em Bruxelas, neste sábado (21). Todas as estações de metrô em Bruxelas ficarão fechadas hoje (Foto: AFP PHOTO/JOHN THYS)Uma pessoa filma uma entrada fechada da estação Shuman Railways, em Bruxelas, neste sábado (21). Todas as estações de metrô em Bruxelas ficarão fechadas hoje (Foto: AFP PHOTO/JOHN THYS)
Nenhum metrô circulará neste sábado (21) em Bruxelas, após a decisão do Centro de Crise belga na madrugada de elevar para o máximo o nível de alerta terrorista na região, passando de 3 para 4, perante a "ameaça iminente" de atentados.
A Bélgica elevou seu nível de alerta terrorista devido a um "risco de atentado por indivíduos com armas e explosivos", afirmou o primeiro-ministro Charles Michel. Segundo o site do "Guardian", o jornal belga "Dernière Heure" afirma que um arsenal terrorista foi descoberto durante as buscas desta madrugada no subúrbio de Molenbeek, em Bruxelas, onde cresceu Abdelhamid Abaaoud, suposto mentor dos atentados de Paris morto numa operação da polícia nesta quarta-feira no norte de Paris.
De acordo com o "Guardian", todos os shopping centers em Bruxelas estão sendo fechados. O shopping Woluwe, no leste de Bruxelas, acabou de ser evacuado. O motivo para esta decisão repentina, que não fazia parte das medidas de segurança anunciadas, ainda não está claro.
Soldados patrulham área central de Bruxelas após alerta de terrorismo subir na cidade (Foto: Youssef Boudlal/Reuters)Soldados patrulham área central de Bruxelas após alerta de terrorismo subir na cidade (Foto: Youssef Boudlal/Reuters)
O chefe de governo fez alusão a este risco "em vários lugares da capital" para justificar a passagem ao nível máximo 4 de toda a região de Bruxelas, assim como de Vilvorde, município de Flandres de vêm vários jovens que se radicalizaram.
Sem metrô
A Sociedade de Transportes Intercomunais de Bruxelas (++STIB++), que anunciou a anulação da circulação das linhas de metrô, embora não as dos ônibus, explicou que a situação será avaliada a cada dia.
O Centro de Crise belga tinha aconselhado ao governo da região de Bruxelas a interrupção da circulação do metrô na rede entre sábado (21) e domingo (22).
Segundo esse Centro, era importante divulgar o mais rápido possível a informação do aumento do alerta de segurança "para que todo mundo esteja informado a partir desta manhã".
Às autoridades administrativas dos 19 distritos comunais da região de Bruxelas, o Centro de Crise aconselha também a anulação dos grandes eventos previstos em seus territórios.
Soldados belgas ficam de guarda do lado de fora do hotel Radisson Blu, no centro de Bruxelas, após segurança ser intensificada na Bélgica na sequência dos atentados fatais em Paris (Foto: REUTERS/Youssef Boudlal)Soldados belgas ficam de guarda do lado de fora do hotel Radisson Blu, no centro de Bruxelas, após segurança ser intensificada na Bélgica na sequência dos atentados fatais em Paris (Foto: REUTERS/Youssef Boudlal)
Evitar multidão
Também pede que eles façam "um comunicado dirigido à população" para que evitem lugares onde costuma haver grande presença de pessoas.
Além disso, recomendam o cancelamento dos jogos de futebol da primeira e segunda divisão durante este fim de semana, embora ainda não tenha sido comunicado nenhuma decisão a respeito.
O órgão recomenda aumentar o dispositivo policial e militar que patrulha as ruas de Bruxelas.
Também se pede à população que facilite os controles de segurança.
Para o resto do país segue em vigor o nível de alerta 3, elevado, que se aplica nos casos de ameaça "possível e provável" e que foi adotado após os atentados de Paris.

Nenhum comentário: