22 de mar de 2017

PF desmantela tráfico internacional de armas que abastecia favela de São Gonçalo

Conexão entre criminosos do Rio e Polônia foi descoberta após mulher ir buscar pentes de fuzil vindos do país europeu nos Correios

Rio - A Polícia Federal (PF) realizou, nesta terça-feira, uma operação para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão contra uma quadrilha de tráfico internacional de armas. A conexão Rio-Polônia abastecia o tráfico em pelo menos uma comunidade do estado: o Morro da Alma, em São Gonçalo.
Batizada de operação PoBra (conexão Brasil-Polônia), ela teve o apoio da Receita Federal e dos Correios. Foram expedidos três mandados de prisão preventiva, dois mandados de busca e apreensão e um de condução coercitiva para ser cumpridos nos municípios de São Gonçalo e Itaboraí. Outros mandados estão sendo cumpridos no presídio de Bangu 4 contra integrantes da quadrilha já presos.
Mulher foi buscar 'encomenda' nos Correios
A PF começou a investigar a quadrilha após, em fevereiro deste ano, uma mulher ser presa em flagrante depois de retirar na agência dos Correios de Alcântara, em São Gonçalo, uma caixa vinda da Polônia recheada de pentes de fuzis AK-47.
As investigações apontaram que um polonês e sua esposa parceiros da mulher presa no tráfico internacional de armas. O cidadão do país europeu já havia sido preso em 2014 e era responsável pelo fornecimento do armamento para o tráfico no Morro da Alma, em São Gonçalo. Durante as investigações, a Polícia Federal apreendeu 96 carregadores de fuzis AK-47 oriundos da Polônia e destinados aos criminosos da favela.
Carregadores de fuzil AK-47: Mulher foi buscar 'encomenda' vinda da Polônia Divulgação

Nenhum comentário: