16 de dez de 2016

Ducati terá Monster 797 no Brasil, mas descarta 'pequena' Scrambler Sixty2

Marca não planeja fábrica própria no Brasil no momento.
Monster 797 fará estreia no Salão Duas Rodas 2017.

Rafael MiottoDo G1, em Fuerteventura, Ilhas Canárias, Espanha - o jornalista viajou a convite da Ducati
Ducati Monster 797 (Foto: Divulgação)Ducati Monster 797 (Foto: Divulgação)
Além da Multistrada 950, a Ducati vai mostrar no Salão Duas Rodas 2017 a nova Monster 797, apresentada no Salão de Milão 2017. O modelo naked fará estreia no Brasil no evento e as vendas começam em 2018, ao contrário da Multistrada 950, que já chega em 2017.
Apesar desses dois lançamentos confirmados, a empresa descartou a vinda  da "pequena" Scrambler Sixty2 ao Brasil.
Em 2015, a empresa chegou a confirmar o modelo para o Brasil, mas por motivos de competitividade desistiu.
"Os preços da Scrambler 800 e dá Sixty2 ficariam muito próximos, então não a viabilidade no momento", explica Fernando Filié, gerente de comunicação da Ducati do Brasil.
De acordo com a empresa, as motos são muitos similares e apenas o motor é diferente, deixando o preço muito parecido.
O que mudo em outros países são incentivos fiscais a modelos de menor cilindrada, o que não é o caso do Brasil.
Ducati Multistrada 950 (Foto: Rafael Miotto / G1)Ducati Multistrada 950 chega ao Brasil em 2017 (Foto: Rafael Miotto / G1)
"Virtualmente fora" da baixa cilindrada
Enquanto a BMW aposta alto no Brasil com modelos de baixa cilindrada e fábrica própria, a montadora italiana vai para outro caminho.
"Produzir em Bolonha não deixa os preços muito atrativos, teríamos que buscar um parceiro como a BMW ou a KTM", disse Andrea Buzzoni, diretor global de vendas e marketing da Ducati, se referindo às parcerias da BMW com a TVS e da KTM com a Bajaj, ambas empresas indianas, para a produção de suas motos de baixa cilindrada.
"Chegamos a ter conversar com empresas, mas não fechamos nada e não há possibilidade de parceria no momento", afirmou Andrea Buzzoni. "Estamos 'virtualmente' fora da baixa cilindrada", apontou o executivo.
Ducati Scrambler Sixty2 (Foto: Divulgação)Ducati Scrambler Sixty2 não é viável para o Brasil no momento (Foto: Divulgação)
Produção em Manaus
Para a montadora italiana também está descartada uma fábrica próprio em Manaus no momento. "Estamos com a Dafra e seguiremos assim", disse Andrea Buzzoni.
Atualmente, a Ducati utiliza espaço da Dafra em Manaus para a montagem de seus modelos. Este era o mesmo modelo de produção utilizada pela BMW, antes de construiu a própria fábrica.
Monster 797 ficará acima da Scrambler
A nova Monster 797 é uma evolução da 796 que havia saído de linha.
Na ocasião, a Monster 821 a substituiu, trazendo novo motor com refrigeração líquida.
Agora, a marca retorna ao mais tradicional motor refrigerado a ar, o mesmo da Scrambler 800, para deixar a Monster mais acessível novamente. Seu posicionamento de preço será acima da Scrambler.
Ducati Monster 797 (Foto: Divulgação)Ducati Monster 797 (Foto: Divulgação)

Nenhum comentário: