17 de jun de 2016

Governo do Rio pede para ter Forças Armadas na segurança de instalações olímpicas

O pedido foi formalizado em ofício encaminhado pelo governador em exercício, Francisco Dornelles (PP), ao presidente Michel Temer

Crédito: Divulgação/Prefeitura RJ
As obras no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (Crédito: Divulgação/Prefeitura RJ)
As Forças Armadas deverão assumir a segurança do Aeroporto Internacional Tom Jobim e de vias expressas durante a Olimpíada. O pedido foi formalizado em ofício encaminhado pelo governador em exercício, Francisco Dornelles (PP), ao presidente em exercício Michel Temer. Além desses pontos estratégicos, caberia às Forças Armadas o policiamento ostensivo de Deodoro, na zona oeste, que tem cinco instalações olímpicas: Centro de BMX, Centro de Hóquei, Estádio de Canoagem Slalom, Pista de Mountain Bike e Arena da Juventude.
No pedido, Dornelles ressalta que a Polícia Militar (PM) não terá apoio da Força Nacional de Segurança para o policiamento da cidade, pois esses agentes atuarão na segurança interna de instalações olímpicas. O ofício com o pedido de reforço pelas Forças Armadas foi tema de reunião do Comitê Executivo de Segurança Integrada Regional, nesta quinta-feira.
“Qualquer país que fez eventos dessa complexidade se valeu de todas as forças policiais e militares. Londres usou muito seu Exército. Fizemos pedido estabelecendo determinadas áreas que ficarão sob responsabilidade e competência do Ministério da Defesa. Eles vão analisar essas áreas e a questão de número, tipo de equipamento, quantos policiais, eles que vão determinar. Não vamos usar na questão do enfrentamento à criminalidade e sim para compor com as forças de segurança”, disse o secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame.

Nenhum comentário: