1 de ago de 2016

Cidades têm domingo de protestos contra Dilma e contra Temer

Manifestações foram convocadas por movimentos sociais e sindicatos.
Atos tiveram críticas ao governo Temer e apoio ao impeachment de Dilma.

Do G1, em São Paulo
Protestos Paulista e Largo da Batata (Foto: Will Soares e Roney Domingos/G1)Em São Paulo, atos se concentraram na Avenida Paulista e no Largo da Batata
(Foto: Will Soares e Roney Domingos/G1)
Manifestantes realizaram atos contra o presidente em exercício Michel Temer, e contra a presidente afastada Dilma Rousseff, em 20 estados e no Distrito Federal ao longo deste domingo (31). As manifestações contra Dilma aconteceram em 20 estados e no Distrito Federal, e em 15 estados e no Distrito Federal, manifestantes protestaram contra Temer.
Atos ocorriam no Acre, em Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Tocantins e no Distrito Federal.
As manifestações foram convocadas por movimentos sociais e sindicatos. Além de críticas ao governo interino e apoio ao impeachment, alguns atos também declararam apoio a reivindicações específicas, como as investigações da Lava Jato, a autonomia da Polícia Federal e o fim da corrupção.
Veja como foram os protestos por estado:
Acre
Em Rio Branco, capital do Acre, grupo de sete pessoas se reúne em frente a sede da Assembleia Legislativa do estado para participar de protesto contra a presidente afastada Dilma Rousseff e em apoio a operação Lava Jato (Foto: Quésia Melo/G1)Grupo se reúne em Rio Branco para protesto convocado pelo Vem Pra Rua (Foto: Quésia Melo/G1)
Em Rio Branco, capital do Acre, um grupo de sete pessoas se reuniu em frente à sede da Assembleia Legislativa do estado às 16h. Eles são contrários à presidente afastada Dilma Rousseff e favoráveis à operação Lava Jato.

Alagoas
Maceió foi palco de atos contra Dilma e contra Temer neste domingo.
Maceió teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Suely Melo/G1 e Jonathan Lins/G1)Maceió teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Suely Melo/G1 e Jonathan Lins/G1)
Uma mobilização contra Dilma e contra a corrupção no país foi realizada durante a manhã em frente ao Corredor Vera Arruda, na orla de Maceió. De acordo com a organização do Movimento Brasil, que está à frente da mobilização, cerca de 1,2 mil pessoas compareceram ao evento. Para a Polícia Militar, que também acompanhou o ato, o número registrado foi de aproximadamente 1 mil manifestantes. A manifestação acabou por volta das 13h.
O ato a favor de Dilma foi encabeçado pelos coletivos “Cultura contra o golpe em Alagoas” e Mulheres pela Democracia”, que informaram que diversas atividades culturais serão realizadas durante o evento, como performances culturais e oficina de cartazes.

Amazonas
Em Manaus, manifestantes foram às ruas em protestos para pedir o impeachment de Dilma e para pedir a saída de Temer.
Manaus teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Reprodução/TV Amazonas e Adneison Severiano/G1 AM)Manaus teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Reprodução/TV Amazonas e Adneison Severiano/G1 AM)
Em Manaus, um protesto em favor da presidente afastada teve início às 10h (horário de Brasília). A manifestação percorreu os bairros Amazonino Mendes e São José, nas Zonas Norte e Leste de Manaus, respectivamente. A organização não quis estimar um número de participantes.
De tarde, manifestantes se reuniram na Zona Oeste de Manaus, em protesto contra Dilma. Os manifestantes se concentraram no Complexo Turístico da Ponta Negra. O ato teve início por volta das 16h30. Nem os organizadores nem a Polícia Militar divulgaram o número de participantes.

Bahia
A capital, Salvador, foi palco da manifestações a favor e contra Dilma Rousseff.
Salvador teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Juliana Almirante/G1 e Alan Alves/G1)Salvador teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Juliana Almirante/G1 e Alan Alves/G1)
Manifestantes se reuniram em frente ao Farol da Barra, pela manhã, em mobilização a favor do afastamento definitivo de Dilma e em apoio à Lava Lato. Segundo os organizadores, havia 1.500 pessoas no local. A Polícia Militar calculou 400 manifestantes. A mobilização durou cerca de duas horas.
Durante a tarde, outro grupo de manifestantes foi às ruas de Salvador para pedir a saída de Temer e a volta de Dilma à Presidência. Após concentração no Campo Grande, eles caminhavam, após as 16h, pelo Corredor da Vitória, centro da capital baiana.
Em Ilhéus, na região sul da Bahia, uma carreata também pediu o afastamento definitivo de Dilma. Segundo a PM, 25 veículos participaram. Os organizadores disseram que 42 veículos estavam na mobilização.

Ceará
Protestos contra Dilma e contra Temer foram registrados em Fortaleza.
Fortaleza teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução e Alessandro Torres/TV Verdes Mares)Fortaleza teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução e Alessandro Torres/TV Verdes Mares)
Durante a tarde deste domingo, manifestantes se concentraram no Bairro Praia de Iracema, em Fortaleza, para pedir a saída do governo interino de Michel Temer. A estimativa da organização é de cerca de 4 mil pessoas presentes. A Polícia Militar informou que não vai realizar levantamento de número de participantes.
O ato contra Dilma se concentrou na Praia de Iracema. De acordo com os organizadores, cerca de duas mil pessoas participam da manifestação, iniciada às 17h deste domingo (31). A Polícia Militar afirmou que não iria divulgar estimativa de público presente.

Distrito Federal
Manifestantes pedem o afastamento definitivo de Dilma em ato na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, na manhã deste domingo (31) (Foto: Renan Ramalho/G1)Manifestantes pedem o afastamento definitivo de Dilma em ato na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, na manhã deste domingo (31) (Foto: Renan Ramalho/G1)
Manifestantes foram à Esplanada dos Ministérios, em Brasília, na manhã deste domingo para pedir o afastamento definitivo de Dilma Rousseff e prestar apoio à Operação Lava Jato. Parte dos participantes se concentrou no Museu da República, enquanto outro grupo foi para o Congresso Nacional. Os primeiros manifestantes chegaram à Esplanada pouco antes das 10h. Segundo a Polícia Militar, 5 ml pessoas estiveram no local durante todo o ato. No auge, foram 4 mil participantes, diz a corporação. Os organizadores afirmam que foram 6 mil.
Também pela manhã, houve um protesto contra o governo do presidente em exercício Michel Temer e a favor do governo Dilma, em Planaltina. Segundo a Polícia Militar, 40 pessoas estiveram no ato. Os manifestantes não informaram o número de participantes. Durante o ato, eles fizeram caminhada e distribuíram panfletos a moradores. Um carro de som acompanhou o grupo.

Espírito Santo
Manifestantes pró-Dilma e pró-Temer foram às ruas em Vitória e Vila Velha neste domingo.
No Espírito Santo, protestos contra Dilma e contra Temer ocorreram em Vila Velha e Vitória (Foto: Frente Brasil Popular ES/ Divulgação e Reprodução/ TV Gazeta)No Espírito Santo, protestos contra Dilma e contra Temer ocorreram em Vila Velha e Vitória (Foto: Frente Brasil Popular ES/ Divulgação e Reprodução/ TV Gazeta)
Manifestantes que defendem a saída do presidente em exercício Michel Temer e a volta de Dilma Rousseff à Presidência fizeram uma carreata em Vitória. A "Frente Brasil Popular ES" disse que a carreata teve a participação de 43 carros. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Espírito Santo (Sesp) informou que a Polícia Militar não registrou o número de participantes.
Em Vila Velha, e também em Vitória, manifestantes que defendem a saída definitiva da presidente afastada se concentravam para um protesto a partir das 16h. Os organizadores estimam a participação de 500 pessoas. Um policial militar que estava no local informou que 410 pessoas participam do ato. Até as 18h, a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) não havia informado uma estimativa de participantes.

Goiás
Em Goiás, manifestantes contra Temer e contra Dilma também se reuniram.
Manifestantes fazem ato contra Temer, pela manhã, e contra Dilma, a tarde, em Goiânia (Foto: Vitor Santana/G1 e Sílvio Túlio/G1)Manifestantes fazem ato contra Temer, pela manhã (esq.), e contra Dilma, à tarde, em Goiânia
(Foto: Vitor Santana/G1 e Sílvio Túlio/G1)
De manhã, a capital, Goiânia, teve um protesto contra o presidente em exercício. Segundo a organização, o protesto reuniu 500 pessoas. A Polícia Militar não informou a quantidade de manifestantes.
Pela tarde, um grupo se reuniu para se manifestar em defesa do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, também na capital. Segundo os organizadores, 1,5 mil pessoas participam do protesto. Já a PM calcula que 400 fazem presença na manifestação.
Em Rio Verde, na região sudoeste de Goiás, um grupo promoveu um ato contra a corrupção. Nas duas cidades os atos foram pacíficos.

Maranhão
Em São Luís, o domingo foi marcado por atos contra Dilma e contra Temer.
São Luís teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Alex Barbosa/ TV Mirante e Alex Barbosa/ TV Mirante)São Luís teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo
(Foto: Alex Barbosa/ TV Mirante e Alex Barbosa/ TV Mirante)
Cerca de 200 pessoas, segundo os organizadores, participaram de um protesto em apoio ao impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff na manhã deste domingo, em São Luís. O protesto começou por volta das 9h30, na Avenida Litorânea. Com faixas e carro de som, os manifestantes gritaram palavras de ordem e enfatizaram o combate à corrupção.
O grupo favorável ao retorno de Dilma à Presidência também se reuniu na Avenida Litorânea. Cerca de 30 pessoas se reuniam no protesto, e seguravam cartazes com os dizeres “Fora Temer”. Houve um princípio de tumulto entre os dois grupos de manifestantes.

Minas Gerais
Dois protestos se concentraram em praças diferentes de Belo Horizonte neste domingo.
Belo Horizonte teve dois protestos neste domingo (31) (Foto: Reprodução TV Globo/Humberto Trajano G1)Belo Horizonte teve dois protestos neste domingo (31) (Foto: Reprodução TV Globo/Humberto Trajano G1)
Na Praça da Liberdade, manifestantes pediram o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT). Já o protesto que se concentrou na Praça Sete e terminou na Praça da Estação defendeu a saída do presidente em exercício Michel Temer (PMDB) e a volta de Dilma à Presidência.
No Interior do estado, houve protestos contra Dilma em Coronel Fabriciano, Juiz de Fora, Lavras, Montes Claros, Ouro Fino, Três Corações, Uberaba e Varginha.

Mato Grosso
Manifestantes em Cuiabá colocaram um boneco do juiz federal Sérgio Moro vestido de Superman (Foto: André Souza/G1)Manifestantes em Cuiabá colocaram um boneco do juiz federal Sérgio Moro vestido de Superman (Foto: André Souza/G1)
Um protesto em Cuiabá contra a presidente afastada Dilma Rousseff teve bonecos 'Pixuleco' do ex-presidente Lula, de Dilma e um boneco inflável do juiz federal Sérgio Moro vestido de Superman. Os organizadores calcularam a presença de 300 pessoas. A Polícia Militar estimou a participação de 200 manifestantes.

Mato Grosso do Sul
Protesto em Campo Grande (Foto: Ronie Cruz/G1)Protesto em Campo Grande (Foto: Ronie Cruz/G1)
Em Mato Grosso do Sul, duas cidades tiveram manifestação a favor do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. Além de Campo Grande, Três Lagoas que fica na região leste do estado, reuniu dezenas de pessoas para pedir a saída da petista.

Pará
Manifestantes protestaram contra e a favor do impeachment em Belém neste domingo.
Em Belém aconteceram atos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Thais Rezende/G1 Pará)Em Belém aconteceram atos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Thais Rezende/G1 Pará)
Um grupo de manifestantes protestou, de manhã, contra a corrupção, desemprego e a inflação, apoiando o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. A marcha, que estava prevista para começar 8h, saiu da concentração na escadinha da Estação das Docas por volta de 10h20, seguindo pela avenida Presidente Vargas até a Visconde de Souza Franco, onde o protesto se dispersou por volta de 11h40.
Outro grupo de manifestantes se reuniu na Praça da República para protestar contra o governo do presidente em exercício Michel Temer. Homens da Polícia Militar pediram a saída destes manifestantes da praça, alegando que o protesto não havia sido agendado e, por conta disso, não disponibilizaram efetivo policial para garantir a segurança deste grupo. Houve bate-boca e os policiais tiveram de fazer um cordão de isolamento humano para impedir o contato entre as duas manifestações.

Paraíba
Manifestantes se reúnem no Busto de Tamandaré para protesto em João Pessoa (Foto: Juliana Brito)Manifestantes se reúnem no Busto de Tamandaré para protesto em João Pessoa (Foto: Juliana Brito)
Manifestantes do movimento Direita Paraibana se  reuniram no Busto de Tamandaré, em João Pessoa, em apoio à Operação Lava Jato, à Polícia Federal e ao movimento "Escola Sem Partido". O ato público também defende o afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff e a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para fins de investigação da União Nacional dos Estudantes (UNE).

Pernambuco
Em Recife, manifestantes pró-impeachment se reuniram durante a manhã, e um ato contra Temer e a favor de Dilma foi realizado durante a tarde.
Recife teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Marlon Costa/Futura Press/Estadão Conteúdo e Marlon Costa/Pernambuco Press)Recife teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Marlon Costa/Futura Press/Estadão Conteúdo e Marlon Costa/Pernambuco Press)
De acordo com os organizadores da manifestação a favor do impeachment de Dilma Rousseff, 30 mil pessoas participam do ato na Avenida Boa Viagem. Por meio da assessoria de imprensa, a Polícia Militar de Pernambuco informou que não divulgará estimativa de público presente no evento.
A Frente Povo Sem Medo, que organizou o ato pró-Dilma, afirmou que 2 mil pessoas participaram da manifestação, na Praça do Derby, área central do Recife. A PM pernambucana disse que não divulgará estimativa sobre o público presente.

Paraná
No Paraná, protestos contra Dilma e contra Temer ocorreram em várias cidades.
Curitiba teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Amanda Menezes/RPC e Luiza Vaz/RPC)Curitiba teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Amanda Menezes/RPC e Luiza Vaz/RPC)
Em Curitiba, uma manifestação a favor do impeachment de Dilma reuniu entre 15 mil e 20 mil pessoas, segundo a organização. A Polícia Militar do Paraná informou que o protesto reuniu 25 mil manifestantes.
O ato em defesa da presidente afastada teve a participação de entre 500 e 600 pessoas, segundo os organizadores, e 250 pessoas, segundo a PM.
Protestos contra Dilma também aconteceram em Cascaval, Maringá, Ponta Grossa, Foz do Iguaçu e Londrina. Em Ponta Grossa e Maringá, houve também manifestações contra o presidente em exercício Michel Temer.

Rio de Janeiro
No Rio, atos contra Dilma e contra Temer ocuparam as ruas neste domingo.
Rio de Janeiro teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Silvia Izquierdo/AP e G1)Rio de Janeiro teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Silvia Izquierdo/AP e G1)
Manifestantes contrários à presidente afastada Dilma Rousseff fizeram um protesto na orla da praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O ato, organizado pelas redes sociais, começou por volta das 10h e terminou às 13h30. A uma semana do começo da Olimpíada, os participantes usaram faixas em inglês atraindo a atenção da imprensa internacional que está no Rio para o evento. Quatro carros de som foram usados durante a manifestação.
O grupo de manifestantes em defesa da presidente afastada se reuniu na tarde deste domingo no Centro do Rio. Com faixas que defendiam a saída do presidente em exercício, os manifestantes saíram da Candelária e caminharam até a Praça Mauá, onde se concentraram em frente ao Museu do Amanhã.

Rio Grande do Sul
Dois grupos de manifestantes protestaram em parques de Porto Alegre durante a tarde.
Protestos contra e a favor de Dilma em Porto Alegre (Foto: Montagem sobre fotos/Josmar Leite e Fabio Almeida/RBS TV)Protestos contra e a favor de Dilma em Porto Alegre neste domingo
(Foto: Montagem sobre fotos/Josmar Leite e Fabio Almeida/RBS TV)
Os atos foram pacíficos e reuniram cerca de 9 mil pessoas no total, segundo os organizadores. A Brigada Militar não fez contagem de público até as 19h deste domingo. O primeiro grupo, que reuniu cerca de 5 mil pessoas no Parcão, na Zona Norte, pediu a aprovação do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff no Senado.
O outro grupo, que contou com cerca de 4 mil manifestantes no Parque Farroupilha, no Centro da capital, manifestou apoio à Dilma, pediu seu retorno à presidência e a saída do presidente em exercício Michel Temer.

Santa Catarina
Protestos contra Dilma e contra Temer foram registrados em várias regiões catarinenses.
Florianópolis teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Ricardo Von Dorff/RBS TV e Nicolas Quadro/CBN Diário)Florianópolis teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Ricardo Von Dorff/RBS TV e Nicolas Quadro/CBN Diário)
Na capital, uma manifestação começou por volta das 15h na Avenida Beira-Mar Norte em frente à sede da Polícia Federal. O protesto terminou perto das 17h10, conforme a PM. Cerca de 800 pessoas participavam do ato às 17h, segundo a Polícia Militar. A organização falou em 5 mil.
Um ato contra o presidente em exercício, Michel Temer, ocorre no trapiche da Avenida Beira-mar Norte. Cerca de 50 pessoas participavam às 17h, segundo a Polícia Militar. A organização afirmou que 500 manifestantes participaram do ato.
Neste domingo, manifestações foram registradas também em Chapecó, no Oeste, Lages, na Serra, Blumenau, Brusque e Timbó, no Vale do Itajaí, em Balneário Camboriú, no Litoral Norte, e Joinville, Mafra e Porto União, no Norte. Houve atos a favor do afastamente definitivo de Dilma Rousseff e contra o presidente em exercício, Michel Temer.

São Paulo
Manifestantes fizeram neste domingo dois atos distintos em São Paulo: um contra a presidente afastada Dilma Rousseff e o outro contra o presidente em exercício Michel Temer.
Protestos Paulista e Largo da Batata (Foto: Will Soares e Roney Domingos/G1)Protestos Paulista e Largo da Batata (Foto: Will Soares e Roney Domingos/G1)
A manifestação contra Dilma reuniu manifestantes na Avenida Paulista, na região central, e foi organizado pelo movimento Vem Pra Rua. O ato contra Temer é liderado pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), se concentrou no Largo da Batata, na Zona Oeste. Os dois atos foram encerrados às 18h.
De acordo com o MTST, 50 mil pessoas participam do ato contra Temer. Nem os organizadores do ato na Paulista nem a Polícia Militar divulgou o número de participantes em cada um dos atos.
No Interior Paulista, foram registrados atos contra Dilma em Araraquara, Avaré, Campinas, Fernandópolis, Franca, Jundiaí, Limeira, Ourinhos, Piracicaba, Pompeia, Ribeirão Preto, Rio Claro, São Carlos, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sertãozinho e Taubaté.

Tocantins
Protesto em Palmas (Foto: Lorena de Abreu/Arquivo Pessoal)Protesto em Palmas (Foto: Lorena de Abreu/Arquivo Pessoal)
Em Palmas, os manifestantes se reuniram na praça dos Girassóis, por volta das 16h30, para pedir o impeachment de Dilma. Segundo os organizadores, cerca de 25 pessoas participaram do ato. A polícia não divulgou o número de manifestantes. O protesto pede também o fim do foro privilegiado.

Nenhum comentário: